Blog do Hala

Pelo Mundo Afora

Spanglish e Anca

with 4 comments


Continuando com as gafes, essa nao eh minha, nem conheco a pessoa, mas eh um amigo de um amigo. Aparentemente, um grande cara-de-pau tambem.

Spanglish

Veio do Brasil, com pouquissimo ingles, como estudante, fazer um intercambio. Ja conhecia uma brasileirada em Toronto, combinou de encontrar num bar com todo mundo, mas nao sabia como chegar no barzinho. Como todo bom cara-de-pau, ao inves de olhar num mapa, nao, vai logo perguntando onde fica o lugar. Aquele esquema: fica uns 5 minutos treinando como falar: “Could you please tell me where bar ABC is located?”. (provavelmente frase pronta daqueles antigos guias “safa-onca”, para os nascidos antes de 1980 vao lembrar… (imagem abaixo)

safa-onca

(Uns comentarios a esse respeito antes de continuar a estoria…) Isso eh a maior besteira que uma pessoa com problemas linguisticos pode fazer – assim vao pensar que seu ingles eh bom, e vao te responder sem tentar falar devagar, apontar ou algo do tipo… Eh melhor vc fazer que nem chines – vc ja viu como as pessoas sao pacientes dando instrucoes para chines? Caso contrario, vao te responder, vc vai ficar com aquela cara de babaca que nao entendeu nada, vai mandar um “thank you” e vai procurar outra pessoa. Depois de uns 5 pedidos de instrucao, vc mais ou menos sabe onde tem que ir, nao tanto pela explicacao falada, mas principalmente por onde o nego apontou o dedo… Como outros ensinamentos chineses, sempre use o sistema chines de pedir instrucoes.

Continuando: num desses pedidos de instrucoes (provavelmente o trigesimo), ele ja estava bem perto do bar. O dialogo foi mais ou menos assim (nao da para traduzir, pois o engracado eh o formato em ingles):

  • Do you know where bar ABC is located?
  • Yes, it’s pretty close. Right there (apontando). See?
  • Si? Si? Tambien hablas espanol????

Coitado, ele ficou todo feliz com o “see”, achando que seria finalmente sua oportunidade de esnobar com portunhol… gostaria de ter visto a cara da pessoa que estava o ajudando. Obviamente, como todo cara-de-pau, contou para todo mundo no bar o que aconteceu. E, tb obviamente, como bons brasileiros, todos os amigos zoaram a noite toda…

Anca

Essa foi minha… Antes de contar, ja vou me justificando: duas das coisas mais dificeis em ingles sao partes do corpo ou menus de restaurantes chiques (assunto para outro dia). No primeiro, a gente acha que nosso “ingles fluente de curriculo brasileiro” conhece todas as palavras relativas ao corpo, tipo: “arm”, “leg”, “foot”, etc. Mas, quando se chega aqui, conhece-se os “shoulder blades”, os “wrists”, “hips”, “toes”, etc. Depois que seu filho vai para a escola, as coisas melhoram, pois vc aprende musiquinhas com a “Head, shoulder, knees and toes, knees and toes, knees and toes”. Exemplo: http://www.youtube.com/watch?v=vE_aK81ouzI

Bem, estava eu cuidando dos meus assuntos no trabalho, com meu limitado vocabulario de termos medicos/corporais, quando alguem comentou na reuniao que uma colega de trabalho estava de licenca medica pois tinha quebrado o(a) ankle ao cair da escada pintando a casa. Na hora fiquei muito preocupado com ela, achei que poderia ser um negocio muito serio. Perguntei como ela estava, e me falaram que estava bem, se recuperando. Perguntei se foi necessario cirurgia, mas acharam minha pergunta estranha, pois nao eh tao serio assim. “Como nao eh tao serio assim?”. “She broke her ankle!”. E enquanto eu falava, colocava a mao na minha cintura como a mostrar que era uma area muito delicada para se quebrar.

Cheguei em casa em contei para a Elaine (sempre a Elaine eh a primeira a saber dessas coisas…). Contei num tom de preocupacao que uma mulher no trabalho tinha quebrado sua “ankle”, e que o pessoal nem estava ai com a situacao. Acho que ela nao entendeu minha preocupacao tb (e talvez meu interesse repentino nessa colega de trabalho), mas logo ela me perguntou:

  • O que vc acha que eh ankle?
  • Rapidamente respondi: “Bacia, ue!”
  • Bacia?
  • Sim, deve ser relacionado com anca, ankle. Tipo: “To com uma dor nas ancas…”.
  • Silencio, novamente a mistura da cara de “isso eh engracado” com “como eu casei com alguem tao estupido”. (estou comecando a me acostumar com essa cara…)

Dessa vez nao expliquei nada para o pessoal do trabalho. Os canadenses nao sabem dessa confusao. Ao contrario, estao apenas achando que eu sou uma pessoa muito preocupada com os colegas de trabalho e considerativa com seus problemas…

Written by brunosamuel

October 30, 2009 at 5:26 pm

Posted in Memorias...

4 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. E eu que achava que Anca significava Tio. Meus sobrinhos Americanos me chaman de Anca Palo! Hahahaha

    paulohala

    October 30, 2009 at 6:17 pm

  2. Vc ouviu errado… Era “Anta Palo”.

    brunosamuel

    October 30, 2009 at 6:34 pm

  3. E ai Paulo,
    Essas gafes sao otimas, daria pra escrever um livro.
    A primeira vez que cheguei em Nova Iorque fui direto num daqueles bares (sei la’ so pode chamar aquilo de bar) que ficam no aeroporto.
    Primeiro procurei um local meio afastado, onde nao havia muita gente…
    pois sabia com certeza de que iria dar gafes (so’ nao sabia o total).
    O que queria mesmo era um “pingado” e um pao quentinho.
    Entao perguntei:
    – Please, coffee with milk
    Bom, quando olhei pro vendedor e vi a cara estranha dele notei que ja tinha batizada a minha primeira “cagada”.
    O cara me trouxe essa droga do chafe’ deles e uma mini jarra de leite frio.
    Ah, o pao? Nem pensar, tive de comer algo parecido como os ‘muffins’ que felizmente nao existem no Brasil.
    Muito tempo depois, cai novamente na mesma situacao e ai me trouxeram o chafe’ mas dessa vez veio com um pequeno “creamer” para enganar trouxa.

    Depois de muito tempo aprendi que:

    (i) Sempre olhe com cuidado o menu em qualquer lugar que voce vai. Se nao entender o menu, tente olhar pros pratos de outras pessoas e vejam o que estao comendo. Pode entao ser bem educado (com toda a educacao de um Jalesense) e ai apontar o dedao e pedir pro garcon:
    – That one please!

    Mas ainda nao quer dizer que voce ta salvo. Qdo estava na Suecia, um amigo meu pediu um prato na qual era carne moida crua de Rena com um ovo meio mole. E na Suecia, os menus sao em ingles e sueco. Nao sei como esse amigo meu entrou nessa; provavelmente nao entendia ingles muito bem (Sueco pude saber que nao entendia realmente).

    (ii) Apos olhar com detalhes o menu, leia mais 3 vezes e certifique-se de que realmente entendeu os detalhes: tipo molho, carne, salada, etc.
    Eu odeio macarrao com molho branco e ainda ate hoje erro ao pedir algum prato na qual contenha macarrao (seguindo a lei de murphy, sempre vem macarrao com molho branco “marinara” ao inves do molho de tomate “alfredo”).

    Marcao

    November 1, 2009 at 8:38 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: